serviços terceirizados para contratar no condomínio

4 serviços terceirizados para contratar no condomínio

Muitos condomínios ao redor do país utilizam serviços terceirizados em seu dia a dia. As mudanças recentes nas leis trabalhistas não afetaram essa prática nestes locais, e qualquer profissional pode ser contratado pelo regime da terceirização. Entretanto, algumas atividades são mais propícias para a adoção desse tipos de trabalho.

Neste post, abordamos os principais pontos da terceirização em condomínio, especialmente suas vantagens, e apontamos os serviços terceirizados mais adotados, bem como a forma de encontrar os melhores fornecedores. Confira!

Terceirização em condomínio

Falar de terceirização em condomínio não tem muito mistério. Atualmente, se permite terceirizar qualquer atividade de uma empresa, inclusive a atividade-fim. Porém, o que é preciso destacar são os limites da prática e a responsabilidade subsidiária do condomínio nessa modalidade de contratação.

No que diz respeito aos limites, o condomínio deve realizar a contratação de serviços terceirizados de forma legal. Isso envolve a repressão à pejotização e à mercantilização do trabalho.

De forma simples, o condomínio não pode demitir seu empregado (funcionário próprio) para, em seguida, contratá-lo como pessoa jurídica. Deverá esperar, no mínimo, 18 meses antes da contratação. No mesmo sentido, o ex-empregado do condomínio deve aguardar 18 meses, após a demissão, para prestar serviços ao ex-empregador como terceirizado.

Além desses limites, o síndico deve ter ciência de que existe responsabilidade subsidiária do condomínio em relação à empresa prestadora de serviços. Em outras palavras, durante a prestação de serviços terceirizados, caso a empresa não cumpra suas obrigações trabalhistas e previdenciárias em relação a seus funcionários, o condomínio poderá ser acionado pelo trabalhador na Justiça.

Isso acontece porque, de acordo com a lei brasileira, o contratante tem obrigação de escolher uma terceirizada que possua capacidade econômica para executar os serviços terceirizados. Caso ela não cumpra suas obrigações, o condomínio deverá assumir as consequências, pois se presume que houve erro de escolha. Além disso, o contratante deve fiscalizar a empresa terceirizada quanto ao cumprimento de suas obrigações trabalhistas.

Vantagens

Contar com serviços terceirizados pode trazer alguns benefícios importantes para o condomínio e para a gestão do síndico. Veja alguns:

  • Fazer uma gestão estratégica no condomínio: a contratação de serviços terceirizados pressupõe a delegação das funções de gestão de pessoal à empresa contratada. Ainda que o síndico deva fazer um bom controle de mão de obra terceirizada, será a prestadora de serviços a responsável por se preocupar com padrões de qualidade e prazos, além de dirigir a atividade dos empregados. Assim, o síndico direciona seus conhecimentos e suas horas para uma administração estratégica.
  • Ter profissionais e equipes especializados: os profissionais próprios do condomínio nem sempre possuem conhecimento especializado para executar as atividades. No caso dos serviços terceirizados, um dos pressupostos da contratação é a capacitação do profissional que prestará o serviço. Assim, poderá atividades complexas, que demandam mais conhecimento técnico, com mais precisão e propriedade.
  • Reduzir custos operacionais: a folha de pagamento do condomínio é onerada com encargos, recolhimentos, tributos e direitos trabalhistas. Quando o síndico substitui a contratação direta pela terceirização, caberá à empresa prestadora a responsabilidade por todos os custos trabalhistas, tributários e previdenciários em relação aos profissionais. O condomínio fica com a responsabilidade subsidiária, como apontamos.
  • Otimizar o tempo: a terceirização de determinadas funções operacionais no condomínio contribui para a melhor administração do tempo, uma vez que as empresas prestadoras tomam a frente em algumas tarefas. O síndico consegue evitar a sobrecarga de trabalho em si e nos profissionais por meio de uma divisão mais adequada de responsabilidades. Além disso, como os processos são mais profissionalizados, ocorre um impacto positivo na produtividade e na satisfação dos condôminos.

serviços terceirizados para contratar no condomínio

Serviços terceirizados para contratar no condomínio

Na gestão condominial, o síndico pode optar por alguns serviços terceirizados para usufruir desses benefícios. Há, entretanto, uma posição de que determinadas funções, por terem íntima ligação com uma gestão estratégica, não devem ser terceirizadas. É o caso da zeladoria. Ainda assim, há locais que contratam alguém terceirizado para o posto.

Podemos pontuar que os serviços terceirizados mais comuns no condomínio são portaria, segurança, limpeza, manutenção predial e serviços gerais.

1. Portaria

A portaria é um dos serviços terceirizados para contratar no condomínio por diversos motivos. Os profissionais que exercem tal função são muito importantes para a segurança da edificação. Eles são responsáveis pelo controle de acesso de pessoas (moradores, funcionários e prestadores de serviços), veículos e encomendas. Eles exercem uma atividade de recepção com foco em segurança, sendo necessário ter assiduidade, pontualidade, atenção, bom relacionamento e comunicação, dentre outras habilidades.

Diante de tantas características, é comum que um condomínio tenha um porteiro que não engloba todas elas. Provavelmente, alguns síndicos já se depararam com um funcionário da portaria dormindo ou fora do posto no horário de trabalho. Ou que não faça um controle tão rígido, comprometendo a segurança de todos.

Por este motivo, se cogita a terceirização da portaria. A empresa prestadora tem a obrigação de fornecer um profissional que reúne as melhores características para a função, e que seja bem treinado para exercê-la. É provável que um porteiro bem qualificado não comente assuntos referentes ao seus serviços ou assuntos relacionados às questões internas, como segurança do condomínio ou vida dos moradores.

Em suma, é mais fácil encontrar um porteiro terceirizado que sabe exatamente quais suas funções e que tenha conduta cordial e educada, apresentação pessoal impecável, treinamento, comprometimento, postura profissional na relação com os condôminos.

2. Segurança

A proteção do condomínio depende de esforços conjuntos do síndico, dos condôminos e do porteiro. Porém, em muitos locais, principalmente os condomínios maiores, é preciso ter profissionais de segurança responsáveis por fazer ronda interna e no entorno do condomínio, estar em contato direto com a vizinhança, dentre outras funções. E a capacitação de profissionais para essas atividades demanda uma atenção especial.

Como o treinamento deve ser especializado, é muito comum que a segurança seja um dos serviços terceirizados para contratar no condomínio. Afinal, a atividade é regulamentada por normas próprias que regulamentam a atividade de segurança privada no Brasil (Lei nº 7102/83 e Portaria 3233/2012). Além disso, sofre fiscalização e controle da Polícia Federal. Portanto, o condomínio que deseja contar com seguranças próprios devem adotar uma série de procedimentos que fogem do seu escopo. Para isso existem as empresas que prestam tal serviço.

3. Limpeza

Agilidade, capacidade física, disposição, proatividade, iniciativa, responsabilidade, organização, discrição, trabalho em equipe, atenção. Essas são características dos profissionais que integram a equipe de limpeza de um condomínio. E unir todas elas em um pessoa é um desafio grande.

Muitos síndicos já tiveram problemas com funcionários que não conseguiam executar tarefas mais pesadas de limpeza ou que tinham conhecimento limitado sobre os produtos adequados para cada área da edificação. O resultado disso é a dificuldade em ter um condomínio limpo, em ordem e organizado. Para vencê-lo, a limpeza se tornou um dos serviços terceirizados.

As empresas que prestam esse tipo de serviço possuem profissionais capacitados e treinados para a limpeza condominial. De acordo com as demandas que o síndico passa, podem escolher os empregados mais qualificados para o trabalho. Se é um condomínio cuja limpeza é tranquila, sem exigência de esforço físico acima da média, direciona-se determinados profissionais. Se for o contrário, é preciso ter trabalhadores com força física.

Além disso, os terceirizados, por possuírem mais conhecimento, poderão indicar ao síndico quais produtos ou equipamentos necessitarão para realizar um bom trabalho, uma vez que acompanham o mercado.

Outra opção utilizada pelos síndicos é terceirizar somente parte dos serviços de limpeza. O condomínio pode ter um funcionário para realizar diariamente as limpezas mais leves. Já as limpezas pesadas, como caixas d’água, estacionamento, piscinas e outros equipamentos, podem ficar a cargo dos terceirizados.

Antes de adotar os serviços terceirizados de limpeza, o síndico deve ter consciência dos tipos de limpeza. A limpeza geral é realizada todos os dias em áreas maiores, como halls, corredores e elevadores. A limpeza de manutenção e conservação é feita para manter o ambiente limpo por mais tempo, envolvendo recolhimento de lixo, dentre outras. Para cada uma delas, existem materiais de limpeza específicos.

4. Manutenção predial e serviços gerais

Os profissionais de manutenção predial e serviços gerais têm uma grande importância no condomínio. São eles quem mantêm os equipamentos em bom estado, prontos para serem utilizados. A grande questão em torno dessas funções é que elas demandam profissionais de diversas modalidades técnicas e operacionais. E é improvável que o condomínio consiga ter uma equipe interna com tanta diversidade.

O auxiliar de serviços gerais que é funcionário do condomínio costuma ter experiência prática em pequenos reparos. Mas e quando é necessário realizar atividades mais técnicas, que demandam mais conhecimento? Ele não possuirá especialização e capacitação para tal. Daí nasce a necessidade dos serviços terceirizados de manutenção predial e serviços gerais.

O síndico pode contratar trabalhadores pontuais para jardinagem, por exemplo, e ter uma equipe para lidar com reparos elétricos, hidráulicos, refrigeração e reformas estruturais. A vantagem de ter esses serviços terceirizados é que a empresa prestadora treinará seus funcionários de acordo com as normas de saúde e segurança do trabalho, de forma que atuem dentro da lei, com profissionalismo, ética e cordialidade.

serviços terceirizados para contratar no condomínio

Encontrando os melhores prestadores de serviços terceirizados

O síndico que deseja contar com serviços terceirizados deve saber que existem alguns cuidados fundamentais na hora de escolher o prestador de serviços. Isso deve ocorrer não só para que as tarefas sejam executadas com qualificação e comprometimento, mas também porque o condomínio é responsável subsidiário pelas obrigações tributárias, previdenciárias e trabalhistas.

Para escolher um bom prestador de serviços, o síndico deve se atentar aos seguintes pontos:

  • Mapear as necessidades do condomínio: o síndico deve saber exatamente quais as demandas internas para saber as funções e as tarefas a serem terceirizadas. Além disso, poderá instruir sobre o padrão de qualidade, as responsabilidades e as entregas necessárias. A partir de então, poderá colher orçamentos e propostas compatíveis com suas demandas.
  • Pesquisar feedbacks no mercado: os prestadores de serviços terceirizados devem ser bem avaliados. Essa pesquisa de feedback pode se dar em sites de reclamação, sindicatos patronais e profissionais, redes sociais, órgãos de defesa do consumidor, entidades do setor e ex-clientes.
  • Analisar a capacidade de atendimento: considerando a responsabilidade que o condomínio possui na terceirização, o síndico deve avaliar a capacidade capacidade econômica e estrutural da prestadora de serviços terceirizados para atender às necessidades e demandas do condomínio. O síndico deve, então, analisar a capacitação e a experiência dos profissionais que executarão as tarefas.
  • Verificar a regularidade da empresa: outra forma de avaliar referências das empresas prestadoras de serviços terceirizados é pesquisa certidões negativas e comprovantes de idoneidade financeira. Esses documentos garantem que a prestadora está está em dia com as obrigações trabalhistas, previdenciárias e fiscais, o que evita a responsabilização do condomínio.
  • Comparar orçamentos e propostas: para prezar pela saúde financeira do condomínio, qualquer contratação pelo síndico deve envolver uma comparação entre orçamentos e propostas. Antes de contratar, o gestor deve apresentá-los em assembleia, caso envolva grande despesa. Tenha em mente que a avaliação dos documentos não considere somente o menor preço, mas também a capacidade de atendimento da empresa, a regularidade quanto às obrigações. Ou seja, a prestadora de serviços terceirizados deve apresentar bom custo benefício.
  • Faça contratos claros: a elaboração do contrato de prestação de serviços é parte importante na hora de contratar uma empresa. Afinal, neste documento constam as principais regras da relação, com questões objetivas, normativas e legais. É preciso detalhar todos os direitos e deveres das partes, apontar detalhadamente o objeto do contrato e as respectivas funções de funcionário terceirizado, definir as penalidades em caso de descumprimento do contrato, estabelecer cláusulas facultativas (pagamento de bônus), cláusulas sobre pagamento (forma e prazo) e cláusulas de adequação de demanda.

Supervisor

Um dos pontos que devem ser objeto de análise do síndico na hora de contratar serviços terceirizados é o supervisor. Existem contratos entre condomínios e empresas terceirizadas que incluem essa função, que é o elo entre os contratantes.

Existe um supervisor para cada um dos serviços terceirizados do condomínio. Se a terceirização envolve somente portaria, o supervisor será responsável por entender tudo sobre a segurança e o controle de acesso, bem como ter boa comunicação com o zelador e com o síndico. Dentre suas funções, está o uso das informações úteis, obtidas a partir das conversas com os gestores, para aprimorar o trabalho dos terceirizados. Elas também podem servir para sugerir posturas preventivas na área de segurança.

Para exercer corretamente tal função, além de visitar o condomínio uma semana antes do início dos trabalhos, o supervisor acompanhará as atividades dos porteiros. Será responsável por orientar, fiscalizar, corrigir e ensinar sobre suas funções mais primordiais. Por ser o elo entre a prestadora e o condomínio, é também ele quem auxilia na elaboração das escalas de serviço, no encaminhamento da documentação da empresa ao porteiro, na solicitação e entrega de uniformes, na indicação de profissionais para cursos de reciclagem e nas apurações de eventuais desvios de conduta.

Certamente, se essa função existir, deverá ser detalhada em contrato, bem como suas atribuições.

Um condomínio pode adotar serviços terceirizados para otimizar sua gestão e ter uma prestação mais especializada. O síndico é um dos beneficiados diretos, porque tem mais tempo para realizar atividades estratégicas em favor da coletividade. Dentre os serviços, portaria, segurança, limpeza, manutenção predial e serviços gerais são os mais terceirizados. Mas, para isso, é preciso saber escolher corretamente a empresa prestadora e fazer um bom controle de mão de obra.

Isso depende diretamente de uma gestão otimizada, o que ocorre com a adoção de softwares de gestão condominial, como o Condobox. Esse aplicativo é capaz de dar controle e uma visão global sobre a prestação de serviços, deixando o síndico a par de tudo o que acontece no condomínio. Você conhece?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *