Como abrir uma administradora de condomínios

Como abrir uma administradora de condomínios

Para quem está pensando em empreender e tem interesse em administração, abrir uma administradora de condomínios pode ser uma boa oportunidade para construir um negócio de sucesso.

Com o aumento do número de condomínios comerciais e residenciais, de pequeno, médio e grande porte, está cada vez mais necessário que profissionais especializados nessa área apareçam e ajudem na gestão de um empreendimento com tantas pessoas, moradores ou comerciantes.

Por isso, decidimos criar esse artigo: vamos explicar como uma administradora funciona, o que ela faz e como abrir a sua.

Continue a leitura.

Como uma administradora funciona?

A administradora de condomínios possui como funções principais:

  • emissão de boletos para pagamento da taxa de condomínio
  • gestão dos encargos previdenciários mensais
  • elaboração das folhas de pagamento dos funcionários do condomínio
  • assessoria antes e depois das reuniões de assembléia geral
  • gestão do fundo de reserva do condomínio
  • gestão do fundo de obras do condomínio
  • realizar demonstrativo de receitas do condomínio;
  • realizar demonstrativo de despesas do condomínio;
  • cuidar das contas ordinárias do condomínio;
  • manejar conta pool, quando houver;
  • organização e gestão da pasta de prestação de contas.

Como abrir uma administradora? 

Como abrir uma administradora?

Se você está pensando em empreender e abrir uma administradora de condomínios, existem alguns detalhes que precisam ser considerados antes de começar os trabalhos.

Avalie o mercado

O primeiro passo, antes de abrir a sua administradora de condomínios, é avaliar o mercado e entender o que os clientes estão pedindo.

Avalie a região em que você se encontra: quantos condomínios residenciais e comerciais existem? Quais empresas atuam nessa área? Existem empresas na sua região que atendem essa demanda?

Acompanhe as empresas mais representativas do mercado e veja o que elas estão fazendo, como elas estão atuando e quais são seus diferenciais competitivos.

O primeiro passo para conseguir construir um negócio de sucesso é estar ciente de como o mercado se comporta, e como você pode fazer a diferença dentro dele.

Entenda quais serão suas atribuições

Um ponto importante para estruturar o seu negócio é entender quais são, de fato, as atribuições de uma administradora de condomínios.

O objetivo desse modelo de negócio é conseguir reunir em um único lugar os diversos serviços necessários para o bom funcionamento de um condomínio, e isso vai desde a gestão dos funcionários (com a emissão de folhas de pagamento) até manutenção da infraestrutura.

Ao contrário do que algumas pessoas pensam, a administradora não é “concorrente” do síndico. Essas duas figuras trabalham em conjunto. No entanto, com a contratação de uma empresa administradora, o síndico se livra de todas as questões burocráticas, administrativas, cobranças e assembléias. Ele segue sendo o responsável legal, mas possui agora um apoio para lidar com contratação de funcionários, pagamento de contas, prestação de serviços, contratação de terceirizados, etc.

É importante pontuar que faz parte do trabalho da administradora de condomínios gerir e prestar contas do setor financeiro. Nesse quesito, a transparência e a organização são fundamentais para garantir não só a confiança dos moradores e síndico, como também executar um bom trabalho.

Avalie a questão financeira

Uma das perguntas mais comuns nessa área é sobre a rentabilidade. No caso das administradoras de condomínio, a rentabilidade é proporcional à qualidade e empenho do seu trabalho.

É preciso se diferenciar do mercado e oferecer um atendimento diferenciado e de qualidade para conseguir conquistar cada vez mais clientes e fidelizar os que você já possui.

A administradora cobra um valor entre 5% e 10% do que o condomínio arrecada. Quando consideramos a quantidade de taxas e o valor que a empresa precisa gastar para executar seu trabalho, percebemos que a taxa de lucro pode ser alta.

Identifique qual o valor médio de investimento

Uma das vantagens de abrir uma administradora é o valor inicial do investimento. Para esse negócio, não é necessário aportar um valor muito alto.

Para a localização, por exemplo, muitos condomínios já possuem um espaço destinado para a atuação, o que irá ajudar a reduzir os investimentos. Nesses casos, é comum que eles cobrem uma taxa de instalação da empresa, mas o valor normalmente é pequeno.

Além disso, os seguintes pontos precisam ser considerados:

  • custos com água, energia e internet;
  • contratação de uma secretária ou profissional de apoio;
  • contratação de serviço jurídico e/ou contábil.

Considere ir além dos condomínios residenciais

Uma tendência de quem está planejando investir na própria administradora é focar unicamente em condomínios residenciais. Esse é um erro porque, muitas vezes, existem oportunidades para os condomínios comerciais.

Esse tipo de estabelecimento está crescendo cada vez mais e se tornando uma tendência em várias regiões.

Por isso, quando for considerar um público, lembre-se de incluir os prédio comerciais.

É importante pontuar que uma coisa não substitui a outra: você pode atuar nas duas frentes sem que isso seja um problema.

Em relação ao valor cobrado pela administradora para condomínios comerciais, existe uma surpresa positiva: ele pode variar de 5% a 12% do valor arrecadado pelo condomínio, se tornando ainda mais rentável.

Atenção ao atendimento

Ter um atendimento de qualidade deixou de ser um diferencial e se tornou uma obrigação das empresas que querem ser competitivas e conquistarem melhores oportunidades de mercado. 

Por isso, é fundamental que você se atente à forma que está atendendo seus clientes e crie um padrão a ser seguido por todos os funcionários, e com todos os estabelecimentos.

Além de melhorar a relação com os clientes, também pode promover uma relação mais agradável com fornecedore se profissionais terceirizados.

Divulgue a sua empresa

O último passo, uma vez que todo o negócio está estruturado, é divulgar a sua empresa. Lembre-se que trata-se de um mercado muito forte, e que por isso as grandes empresas costumam dominar todo o território.

Com isso em mente, você precisa abraçar uma comunicação criativa e que destaque seus diferenciais competitivos, comunique com o seu público e consiga ser assertiva com a sua identidade e linguagem adequada.

Abrir uma administradora de condomínios pode ser um excelente negócio, desde que você cuide de todo o processo burocrático da melhor forma possível e realize uma boa estratégia de comunicação.Um detalhe que faz toda a diferença é o uso de plataformas de gestão: elas podem facilitar o dia a dia da administradora, oferecendo mais eficiência e praticidade para a realização do trabalho. Quer conhecer uma alternativa? Confira o software de gestão de condomínios da Condobox!

Gostou do texto? Não gostou? Comente abaixo!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *