Como-lidar-com-os-condomínios-falidos

Como lidar com os condomínios falidos?

Existem diversos condomínios que estão passando por situação de falência, onde a movimentação financeira está inativa e a se encontram completamente no vermelho. Mas, como recuperar as finanças do condomínio?

O levantamento das despesas do condomínio é uma boa forma de começar a reorganização financeira. O síndico deverá listar quais são as despesas do condomínio, os serviços essenciais e se existem aquelas que são consideradas extras e que podem ser cortadas, e até mesmo se existe registros de horas extras feitas pelos funcionários contratados. Para os casos dos serviços essenciais que não devem ser cortados, a melhor forma de solucionar a situação é reajustando a taxa condominial.

O síndico deverá também fazer uma verificação nos contratos do condomínio com fornecedores relacionados à manutenção quanto aos valores cobrados e a qualidade oferecida por eles, pois é um item importante e que deve ser mantido pelo condomínio. Para os casos em que o condomínio esteja em débito com algum fornecedor, o síndico pode recorrer a negociações diversas e em casos extremos solicitar o recurso de rateio da dívida em assembleia de condomínio. A verificação dos devedores do condomínio também deve ser analisada e o síndico deve convocar todos para um possível acordo entre as partes interessadas. É importante lembrar que os juros e multas devem ser mantidos e que não cabe ao síndico retirar estes acréscimos. Caso os devedores do condomínio não compareçam na data solicitada, o síndico deve realizar contatos diretos com o condômino e se não funcionar, a justiça deve ser acionada imediatamente para formalizar a cobrança da dívida.

Para organizar a questão da inadimplência em condomínios o ideal é que o síndico faça uma lista de acordo com a situação do devedor e a do condomínio contendo os seguintes itens: acordos, ações de cobrança, casos graves, casos negociáveis e atenção. Cada situação listada deve ser analisada de forma criteriosa, de acordo com o tamanho do condomínio e também com a situação do devedor. Existem aqueles devedores que são considerados os constantes e também aqueles que atrasam a taxa condominial esporadicamente. Para cada caso, é preciso verificar a real situação do condomínio e a forma do síndico e do conselho de condomínio de encarar o problema.

Outro ponto importante na recuperação financeira do condomínio é verificar possíveis desvios financeiros. Para tirar a dúvida, o síndico deverá convocar uma assembleia de condomínio, solicitar uma auditoria completa e até mesmo a acionamento da justiça para a realização de verificações de documentos e também a exigência de indenizações.

Para a recuperação financeira do condomínio a transparência deverá ser o principal objetivo com os condôminos. O síndico deve registrar e apresentar toda a movimentação financeira realizada no condomínio com o máximo de detalhes, inclusive com as notas fiscais presentes. Todos estes documentos podem ser apresentados em reuniões mensais junto ao conselho do condomínio. Para os casos de despesas com valores altos, é sempre bom à convocação de uma assembleia de condomínio e mostrar aos condôminos os orçamentos realizados e decidir qual é o mais viável.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *