Exemplos de captação de água da chuva e como fazer o seu reuso em condomínios

Exemplos de captação de água da chuva e como fazer o seu reuso em condomínios

A falta de água é uma situação cada vez mais real no Brasil e existem lugares em que o racionamento já é constante afetando toda a população. Para que os transtornos não sejam ainda maiores, diversos condomínios no país têm buscado alternativas viáveis para evitar a falta deste bem natural aos seus moradores.

As medidas mais comuns, que são de certa necessidade para gerarem economia, mas que não solucionam o problema com o desperdício de água é o investimento em inspeções relacionadas a vazamentos e também a individualização de hidrômetros no condomínio. E tem aqueles condomínios que também investem em compra de caminhão-pipa e caixa d´água com nível maior de armazenamento. Para os condomínios que desejam investir em caminhão-pipa pode não ser uma solução muito viável pelo alto custo. E para aqueles condomínios que desejam investir em uma caixa d´água com maior capacidade é preciso à avaliação de toda a estrutura do condomínio de acordo com a norma da ABNT 16.280.

Existem outras opções que também podem gerar economia para os condomínios e que evitam o desperdício de água potável fornecido pela distribuidora do município como:

Captação de água da chuva

É uma ideia legal e que os condomínios podem adotar, já que a maioria deles possui sistema de escoamento de água de chuva com reservatório. Em alguns condomínios este sistema é desconhecido pelo síndico e pelos seus moradores, fazendo com que esta água seja escoada diretamente para a rua. A água captada da chuva pode ser utilizada para fins como limpeza de áreas comuns do condomínio e também para a rega do jardim. Para mudar o sistema de escoamento da rua para dentro do condomínio, é necessária uma obra de baixa complexidade que inclui a bomba que o sistema já possui, bombeando esta água através do novo encanamento que será instalado diretamente nos pontos que serão utilizados, como as torneiras do jardim e das áreas comuns do condomínio. Para que a obra seja realizada no condomínio, o ideal é a convocação de uma assembleia de condomínio para que todos os condôminos tenham consciência quanto à situação e possam ajudar na tomada da decisão.

Para os condomínios que ainda não possuem o sistema pluvial com reservatório, o ideal é a solicitação de orçamentos em empresas especialistas no assunto e que possuam um engenheiro responsável, pois para este tipo de obra, que é considerada alteração na estrutura do condomínio, é preciso do documento de ART.

Reúso da água no condomínio

O sistema de reúso da água e de captação de água da chuva já pode ser encontrado em diversos condomínios novos. Geralmente, estes condomínios contam com sistema de encanamento independente para a utilização de chuveiros e áreas de serviços e que possuem até sistemas de tratamento de água antes mesmo de serem armazenadas. Para os condomínios que possuem este sistema bem definido, o ideal é que seja realizado o desvio da água utilizada que passa pela tubulação de esgoto e transferir para um reservatório e realizar o seu devido tratamento físico-químico chamado ETAC (Estação de Tratamento de Águas Cinzas). A água tratada através de ETAC pode ser utilizada para diversos fins como limpeza de áreas comuns, descargas em vasos sanitários nas unidades e até mesmo para o banho. O valor para tratamento desta água vai depender de como ela será reutilizada. É um investimento que vale a pena.

Poços artesianos em condomínios

A perfuração de poços artesianos em condomínios, atualmente, não é uma solução muito viável. É um processo demorado e de alto custo, o risco de não encontrar água é muito grande e não faz com que as pessoas utilizem este recurso natural de forma consciente. Apesar de muitos condomínios aderirem, muitos ambientalistas não sugerem este tipo de solução. Em algumas cidades já é possível encontrar incentivos do governo municipal para a implantação de sistemas de captação e reúso da água através de descontos no IPTU.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *