Manutenção preventiva em condomínios: quais os cuidados necessários?

Manutenção preventiva em condomínios: quais os cuidados necessários?

Se você é síndico em um grande ou pequeno condomínio, certamente está ciente da necessidade de realizar manutenções periódicas.

No entanto, faz parte do trabalho decidir se as manutenções serão preventivas ou corretivas. Esses dois tipos de manutenção são, comumente, a escolha mais comum entre os gestores de condomínio, e é importante entender os benefícios e a importância de manter essa prática para garantir a segurança e a tranquilidade dos moradores.

No artigo de hoje vamos falar sobre a manutenção preventiva em condomínios: o que é, como funciona e quais são os seus benefícios.

Quer aprender mais sobre o tema? Continue a leitura!

O que é a manutenção preventiva em condomínios?

A manutenção preventiva em condomínios é fundamental para manter a segurança e o bom funcionamento de toda a estrutura.

Quando os síndicos ou administradoras assumem um condomínio ou prédio, é necessário se atualizar sobre os prazos e melhores práticas de manutenção preventiva. Para todos os itens, a primeira medida é acompanhar as indicações do fabricante.

A manutenção preventiva consiste na realização de uma vistoria e manutenção periódica, antes que possíveis problemas e imprevistos surjam.

A curto prazo, pode parecer um “desperdício de dinheiro”. No entanto, a longo prazo, sabemos que isso pode prevenir muitos gastos, além de aumentar a segurança e reduzir a necessidade de obras e manutenções de emergência.

As melhores práticas da manutenção preventiva

A manutenção preventiva em condomínios é a base para uma boa gestão. Ela ajudará o síndico a garantir a tranquilidade e a segurança dos moradores, além de prevenir possíveis problemas.

Existem alguns detalhes que ajudam a melhorar essa gestão e garantir as boas práticas.

1. Ter um calendário sempre atualizado

É fundamental ter um calendário sempre atualizado com as datas das manutenções que estão por vir e que já foram feitas.

Avalie qual é a periodicidade recomendada pelo fabricante, e deixe as vistorias já planejadas. 

É importante, também, manter uma rotina para verificar os detalhes no dia a dia e identificar se existem itens a serem trocados antes do prazo previsto.

A comunicação é peça chave dentro do condomínio. Por isso, estimule o diálogo e solicite que, sempre que algo estiver fora do normal ou algum ajuste necessário, o síndico seja avisado.

2. Comunicar com os condôminos

O calendário de manutenção preventiva deve ser de conhecimento público dentro do condomínio. É importante que todos os moradores estejam cientes das datas previstas para manutenção para conseguirem se programar.

Além disso, na medida em que o dia se aproxima, é interessante comunicar à todos que no dia “X” haverá uma manutenção nos equipamentos ou áreas comuns.

3. Manter uma avaliação constante

Como dito anteriormente, pode ser interessante manter uma avaliação constante do condomínio e dos itens que precisam de manutenção.

Por mais que o calendário de manutenção preventiva exista, é possível que, ao longo do tempo, alguns itens fiquem defasados ou acabem estragando pelo uso, tempo, chuva ou vento, por exemplo.

Por isso, é necessário avaliar constantemente o estado dos itens para descobrir se será necessário fazer a manutenção antes do previsto.

Como realizar a manutenção preventiva em condomínios?

Como realizar a manutenção preventiva em condomínios?

Como dito anteriormente, a manutenção preventiva em condomínios é fundamental para prever e evitar possíveis problemas e acidentes no dia a dia.

Para realizar a manutenção preventiva em condomínios, é importante que você:

  • realize o levantamento dos principais componentes do condomínio que precisam de inspeções periódicas. Aqui, considere a estrutura, os equipamentos e as máquinas;
  • identifique quais são os possíveis riscos que a deterioração desses componentes pode causar para os moradores do condomínio;
  • estruture a melhor estratégia de comunicação para conseguir formalizar com todos os condôminos e moradores quais serão as próximas manutenções, a importância de cuidar desses componentes do condomínio e a necessidade de informar ao síndico caso algum problema apareça;
  • para ter uma comunicação eficiente, avalie os possíveis canais de comunicação ideais para trabalhar esses assuntos: WhatsApp, e-mail, assembléias de condomínio, etc;
  • sempre que houver a necessidade de fazer uma manutenção, é importante se lembrar de apresentar para os condôminos e moradores os orçamentos levantados e qual empresa será responsável por executar o serviço.

Como a tecnologia pode ajudar?

Para conseguir manter a sua rotina de manutenção preventiva em condomínios em dia, a tecnologia pode ser uma grande aliada.

Hoje existem softwares, ferramentas e planilhas que permitem que você tenha um calendário de manutenções bem definido e muito mais eficiente, além de comunicar diretamente, de forma simples e rápida, com os moradores do condomínio, para informá-los sobre as próximas manutenções, fechamento de espaços comuns para reformas e muito mais.

Algumas ferramentas permitem, inclusive, o agendamento de mensagens, garantindo que o síndico consiga organizar sua rotina e deixar alguns detalhes da comunicação e dos processos automatizados, para não esquecer e/ou conquistar ainda mais agilidade.

O que precisa de manutenção?

São vários os itens dentro de um condomínio que exigem manutenção. Tudo irá depender da estrutura do espaço que você está gerindo.

Dentre os elementos mais simples e comuns, presentes na maior parte dos condomínios do país, temos:

  • inspeção de elevadores;
  • inspeção de incêndios;
  • inspeção de vazamentos;
  • avaliação e manutenção de instalações elétricas;
  • avaliação e manutenção de instalações hidráulicas;
  • lavagem de reservatórios de chuva;
  • lavagem da caixa d’água;
  • playground;
  • câmeras de segurança;
  • portaria; etc.

Manter uma rotina de manutenção preventiva em condomínios pode parecer desafiadora a princípio. No entanto, na medida em que o síndico ou a administradora conseguem organizar o calendário e ter ciência de quais foram as últimas manutenções ocorridas com cada elemento da propriedade, fica mais fácil se organizar e conseguir manter a constância necessária para garantir a segurança e a tranquilidade dos moradores.Já pensou em usar uma ferramenta para ajudar na gestão de condomínios? Para síndicos e administradoras, a Condobox pode ser uma excelente alternativa. Acesse nosso site e confira nosso teste grátis.

Gostou do texto? Não gostou? Comente abaixo!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *