Pintura de fachada em condomínio e os principais cuidados

Pintura de fachada em condomínio e os principais cuidados

A pintura da fachada de um condomínio é um processo delicado e que deve ser avaliado com cautela  pois, na maioria dos casos, é preciso de um grande investimento financeiro. Ou seja, não pode dar errado!

Para que a pintura da fachada seja realizada de forma adequada, com qualidade, preço acessível e em curto prazo é indispensável um estudo prévio das suas reais necessidades. E a primeira medida é a contratação de uma empresa especializada em pintura de fachada ou um engenheiro para a avaliação. Esta medida não deve ser vista pelo condomínio como um gasto, mas sim como um investimento.

Para os condomínios que desejarem a contratação de uma empresa independente para a execução do escopo do projeto de pintura da fachada, é necessário que seja solicitado no documento informações detalhadas e importantes como cronograma da obra com a definição de prazo e a ordem de execução do projeto, materiais que serão utilizados e como devem ser aplicados, tratamento de trincas e como será o processo de demãos de impermeabilizantes, os equipamentos de segurança que devem ser utilizados pelos colaboradores a serem contratados. Ou seja, é preciso de uma análise prévia da estrutura da fachada do condomínio.

Este documento será essencial no momento de solicitação de orçamentos para empresas especializadas em pinturas de fachadas, pois facilita na cotação de valores e prazos da obra, além de evitar danos posteriores a pintura e garante durabilidade de todo o serviço.

Geralmente, as empresas especializadas em pinturas de fachada oferecem aos seus clientes a elaboração do escopo do projeto com toda a inspeção necessária. Mas é sempre bom ter uma segunda opinião profissional e manter a transparência do projeto.

As empresas cotadas devem encaminhar ao condomínio o orçamento com base no projeto enviado. Neste orçamento deve constar informações como valores a serem cobrados, as condições de pagamento e de garantia do serviço prestado, que gira em torno de cinco anos, o que não é uma regra em todos os estados. É preciso que o condomínio encaminhe o contrato para o advogado do condomínio ou o setor jurídico da administradora do condomínio para uma avaliação antes dele ser assinado. Na avaliação, deve ser levado em consideração as orientações do projeto e deve ser solicitado a empresa responsável o seguro de vida e o seguro contra acidentes dos colaboradores a serem contratados para a execução do serviço.

Outro ponto é a negociação do pagamento do serviço de pintura da fachada do condomínio. Existem diversas maneiras de realizar o pagamento dos serviços como parcelado, de acordo com o cronograma de prazos estipulados para a entrega do serviço e o parcelamento acima de três vezes do previsto no cronograma.

Ao escolher a empresa para a execução do serviço de pintura da fachada, é preciso verificar alguns pontos como se existem arquitetos e engenheiros em seu quadro de colaboradores, se a empresa é autorizada a executar este tipo de serviço, se o CNPJ da empresa está regular e sem nenhuma pendência jurídica, trabalhista ou previdenciária, se existem outros clientes e se a opinião sobre os serviços prestados é positiva, se a especialidade da empresa é em pintura de condomínios, se a empresa emite documentos como ART (Anotação de Responsabilidade Técnica) ou RRT (Registro de Responsabilidade Técnica), se a empresa possui quadro de colaboradores próprios e com treinamento apropriado para o serviço.

A pintura da fachada de um condomínio possui várias etapas e pode sofrer variações dependendo do condomínio. As etapas mais comuns na execução do serviço de pintura da fachada de um condomínio são ensaio de percussão, lavagem, tratamento de anomalias, impermeabilização e pintura. Durante a execução do serviço é preciso que haja acompanhamento de um responsável, que não precisa necessariamente ser o síndico. Pode ser o zelador ou o gerente predial indicado pela administradora de condomínio. Deve ser verificado se os colaboradores estão realizando os serviços de acordo com o projeto, se são realmente os colaboradores indicados para a obra, se os colaboradores estão utilizando os equipamentos de segurança corretamente, se os materiais utilizados são os que foram acordados e se a obra está acontecendo dentro do cronograma previsto.

Em relação a compra dos materiais a serem utilizados na pintura da fachada do condomínio existem duas situações, a primeira é o próprio síndico realizar a compra dos materiais e a segunda é o condomínio solicitar que o custo do material seja embutido no orçamento evitando dores de cabeça ao síndico.

Para que a pintura da fachada do condomínio seja executada dentro do projeto e cronograma indicados é preciso estar atento aos seguintes pontos: a cor a ser escolhida e se está de acordo com o descritivo do imóvel (caso não esteja, é considerada alteração de fachada), se existe a necessidade de restauração da fachada e qual será o gasto, a percussão da fachada, as condições dos ganchos de ancoragem dos equipamentos a serem utilizados pelos colaboradores e o prazo de execução e entrega da obra.

O ideal é que a pintura da fachada do condomínio seja realizada entre os meses de abril a novembro, pois é a época do ano em que não possui muita chuva.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *