Quais são as características de um síndico profissional?

Quais são as características de um síndico profissional?

O síndico profissional é uma figura que surge em alguns condomínios. Se não houver um morador com interesse em ocupar a vaga, é preciso procurar alguém para exercer a função. Ele se torna comum em locais com muitos apartamentos ou muitas torres, que são mais complexos.

A administradora de condomínios pode exercer essa função também, mas não é o ideal, já que o síndico é responsável por fiscalizar suas atividades. Por isso, o mais indicado é contratar um prestador de serviços autônomo como síndico profissional. Na hora de escolher, é importante se atentar ao conhecimento que ele detém, bem como à sua reputação com outros clientes.

E não se esqueça também de avaliar se ele possui algumas características fundamentais para realizar um bom trabalho. Você sabe quais são? Veja a seguir!

Capacitação

Contratar funcionários para diversas ocupações. Escolher os melhores fornecedores de produtos e serviços. Lidar com os conflitos diários que existem no condomínio. Aprovar a realização de obras em assembleia. As funções de um síndico profissional são inúmeras e abrangem diversas áreas de conhecimento. Por isso, é interessante que ele procure por workshops, cursos, congressos, palestras e outros eventos para se capacitar.

Esse conhecimento amplo e global sobre as questões condominiais permite que ele atue bem diante da complexidade da rotina. Com mais discernimento e profundidade sobre os conceitos que dizem respeito à gestão do condomínio, maior é a chance de realizar um bom trabalho.

Com o avanço tecnológico, ele pode, inclusive, se capacitar pelo ensino à distância. Após ter um conhecimento global, pode apostar em cursos de temas específicos, como direitos trabalhistas, administração condominial, noções de finanças e contabilidade, dentre outros.

Em suma, o síndico profissional deve ser bem capacitado, dotado de saberes necessários à boa gestão condominial.

Conhecimento sobre as leis internas

Regimento interno e convenção de condomínio são as leis internas que regulam quase todas as relações que o síndico intermediará. Por isso, uma das características desejáveis para quem exerce tal função é saber exatamente o que diz cada uma dessas normas.

Boa parte dos conflitos

vistos em condomínio dizem respeito a garagem, quórum de aprovação para obras, lei do silêncio, inadimplência e horário de obras. É na convenção e no regimento que estão as regras sobre esses assuntos, bem como as sanções estipuladas em caso de descumprimento.

Assim, o síndico profissional que conhece as leis condominiais consegue lidar melhor com todos os desacordos.

Organização

Organização é imprescindível para um síndico profissional. Diariamente, são inúmeros documentos e planilhas que devem ser geridos. Contratos trabalhistas, controles financeiros e circulares para os moradores são apenas alguns deles. Boa parte é necessária na hora de prestar contas, uma atribuição do síndico prevista em lei, que deve ocorrer anualmente.

Além de ter habilidade para lidar com essas questões burocráticas, o síndico pode utilizar um sistema de administração condominial, que confere mais organização, eficiência e acesso simples e eficaz aos registros e documentos.

Boa comunicação

Uma gestão condominial eficiente depende muito da boa comunicação. Por isso, o síndico profissional deve ser capaz de se expressar de forma clara e informativa aos condôminos e demais usuários do local. Os moradores querem saber, com razão, o que está sendo feito de positivo na gestão, bem como os problemas e as alternativas de solução.

O síndico que não se baseia na transparência e na comunicação costuma ser mal avaliado e incompreendido. Entretanto, aquele que faz uma gestão participativa, envolvendo todos do condomínio nas principais decisões, é considerado um ótimo profissional.

Por isso, pense sempre em dar aos moradores todas as informações importantes. Isso inclui, obviamente, encontras as formas de comunicação mais eficientes. Ela pode ser digital, utilizando e-mails, sistemas de administração condominial ou outros veículos, ou impressa, com circulares e avisos em murais. O que importa é comunicar-se com qualidade.

Liderança

A característica de liderança é quase tão importante quanto o conhecimento em gestão condominial. Um síndico profissional que é um líder é mais respeitado e transmite mais confiança aos condôminos. Assim, pode tomar decisões difíceis com mais respaldo e tranquilidade.

Como desdobramento dessa qualidade, além da boa comunicação, está a firmeza. Não basta tomar uma decisão difícil; é preciso apresentar seus benefícios de forma a convencer a maioria de que ela realmente é o melhor caminho, e estar pronto para os questionamentos.

Honestidade

O síndico profissional lida com um montante financeiro bastante significativo. Condomínios são como pequenas empresas, e seu orçamento é alto. Por isso, se ele não for honesto, será rapidamente destituído do cargo, podendo responder a processos de responsabilidade civil.

Lidar com o dinheiro de todos os moradores do condomínio é uma grande responsabilidade. Por isso, ele deve ser o mais transparente possível com qualquer decisão que envolva gastos, por menores que seja. Por meio da transparência, ele consegue demonstrar honestidade e ganhar a confiança para trabalhar tranquilamente.

Habilidades de mediação/conciliação

Quem nunca teve um conflito com o vizinho que atire a primeira pedra. Às vezes, os desentendimentos e as situações desagradáveis chegam a um ponto insustentável que precisam de intervenção externa. Em geral, o responsável por intervir é exatamente o síndico profissional.

Nesse momento, entra em cena suas habilidades de mediação e conciliação para tentar encontrar um ponto comum entre as partes. Ser justo e imparcial inspira confiança para que o síndico seja o “árbitro” da questão. Assim, os moradores em conflito conseguem reconhecer que ele não tomou partido de ninguém, nem foi tendencioso, mas tentou julgar da maneira mais correta possível.

Bom relacionamento

Diretamente ligado às outras características do síndico profissional, o bom relacionamento com os usuários do condomínio é fundamental para uma boa gestão. Conviver com tantas pessoas pode ser uma tarefa difícil, mas é bem possível se relacionar de maneira harmoniosa com todos para que os conflitos sejam menos numerosos

Tecnológico

Um síndico profissional que não faz uso da tecnologia para realizar sua gestão está, pelo menos, perdendo muito tempo. Como falamos anteriormente, um sistema de administração condominial confere muita organização em diversos pontos. Mas não só isso: ele possibilita realizar assembleias virtuais, protege os dados de todos, confere mais transparência às decisões e dá mais segurança e privacidade. Ou seja, potencializa a mil a gestão!

 

Para ser um bom síndico profissional, é preciso aprimorar ou desenvolver determinadas características. Ter conhecimento é o primeiro passo, mas também é necessário ser organizado, comunicado, líder, honesto, mediador e tecnológico para fazer uma boa gestão condominial.

Quer saber mais sobre como melhorar a gestão no condomínio? Leia nosso blog!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *